Dicas para alisar o cabelo com chapinha

0
Dicas para alisar o cabelo com chapinha
Dicas para alisar o cabelo com chapinha
Dicas para alisar o cabelo com chapinha
A Maior aliada de quem deseja um cabelo liso sem precisar gastar tempo e dinheiro com escovas no salão, com certeza é a chapinha, mas precisa ser usada com cautela. “O uso constante da prancha pode desgastar muito os fios, por causa da agressão do calor em excesso”,. Sem os cuidados básicos, mesmo o uso ocasional do acessório pode estragar os fios – eles ficam sem brilho, quebradiços e cheios de pontas duplas. Evite esses e outros problemas com essas dicas super simples.

Dicas para alisar o cabelo com chapinha

Evite fios ressecados, pontas duplas e a aparência artificial

Lave bem o cabelo e seque

Você precisa passar a chapinha nos fios secos, basicamente, por dois motivos: o efeito liso aparece melhor e os fios não são danificados com a ação do calor. “Se as mechas estiverem molhadas, será necessário passar a prancha muitas vezes, o que frita o cabelo”.

Faça uma escova

O uso do secador de uma escova modeladora dá forma ao penteado. Após este cuidado, a chapinha deve ser usada para o acabamento, deixando os fios mais lisos (principalmente no comprimento). Nas pontas, é possível dar uma volta suave e criar ondas que dão uma aparência mais natural ao cabelo. “Usando secador antes, os fios ficam mais maleáveis e a prancha desliza melhor”,.

Proteja os fios antes

Quando os fios ainda estiverem molhados, passe um leave-in termoativado com silicone ou queratina. Em seguida, seque os fios com o secador e a ajuda de uma escova. “O uso desses produtos evita o frizz porque sela as cutículas do cabelo. Além disso, forma uma película que diminui as agressões causadas pelo calor”.

Deslize a chapinha de uma vez

O ideal é passar uma a chapinha uma vez só, sem parar no meio da mecha. “Passar mais de uma vez no mesmo lugar aumenta o ressecamento”,. Ao dividir o cabelo, comece o alisamento pela parte de trás da cabeça, com os fios da nuca. Vá da raiz em direção às pontas, cuidando para escorregar a chapinha de uma vez. Isso evita a formação de ondas e de marcas nos fios.

Finalize

Após a chapinha, passar produtos com silicone, como gloss para as pontas dos cabelos – jamais aplique na raiz. Esses finalizadores ajudam a reparar os fios danificados pelo calor da prancha, aquietam os cabelos quebrados ou que ainda não acresceram. Mas cuidado com a quantidade ou o cabelo ganha uma aparência suja, por causa da oleosidade.

Nada de chapinha todo dia

O uso diário da chapinha certamente vai deixar o cabelo fragilizado. “No máximo, use duas vezes por semana e sempre com o apoio de produtos que protegem e ajudam a hidratar os fios”, se o cabelo estiver bem lavado e seco no momento da chapinha, dificilmente você vai precisar lavá-lo outra vez no dia seguinte. “Escova e chapinha podem durar dois dias ou mais, evite os danos do excesso de secador e prancha”, explica.

Prefira pranchas com temperatura limite

As chapinhas profissionais podem ser perigosas se você não tem experiência. “Geralmente, essas pranchas precisam ser reguladas e a temperatura pode ficar muito elevada, a ponto de queimar o cabelo”. Por isso, o ideal é preferir as pranchas vendidas para o público geral, que já possuem limite de temperatura automático.

Passe um jato frio

“Depois do secador quente ou da chapinha, passar um jato de ar frio nos cabelos deixa os fios mais brilhantes e assentados, quebrando o efeito elétrico de arrepio”,. Não é preciso escovar os cabelos nesse momento, basta passar o secador rápido, para deixar os fios mais soltos.

Hidrate sempre!

É unânime entre os especialistas: quem costuma usar chapinha precisa de mais cuidados com a hidratação. O tratamento precisa ser feito a cada 15 ou 20 dias, mas pode virar semanal se os cabelos estiverem muito ressecados. “A hidratação em casa serve como reforço à do salão, que é mais profunda”.

Classifique essa receita
[Total 0 Media: 0]
loading...

Deixe seu Comentário, sugestão ou Duvida